russian-nesting-dolls-1-1427892.jpg
"Constelação Familiar não é uma técnica ou método. É um caminho. Uma transição para um novo nível de consciência."
 Bert Hellinger

Constelação Familiar

A Constelação familiar é um serviço à vida. Sentimos a força deste encontro carregado de novas possibilidades em nossas relações conosco mesmo, com os outros e com a vida.  Como afirma Hellinger: “a paz começa onde cada um de nós pode ser da forma que é.” Estamos falando de uma prática, somente possível de compreender na própria experiência,  que serve a todos e que permite desvelar a dimensão sistêmica oculta que direciona nossas decisões, nossas emoções e nossos destinos, trazendo possibilidades de novos posicionamentos na vida  para mais saúde, mais amor e realização! 

 

Seja bem vindes e venha conosco!

Considerada um caminho para um nível de compreensão mais amplo e sistêmico de nossa própria história familiar, a constelação familiar conduz ao sentir e re-conhecer a si na consciência do nosso lugar na vida.

 

 

A Constelação Familiar pode contribuir de inúmeras formas e em diversas questões:

 

  • Emocionais - dores, lutos, separações.

  • Familiares - conflitos, dificuldades, exclusões, separações, herança.

  • Relacionamentos Afetivos

  • Dependências - emocionais e substâncias

  • Dificuldades profissionais 

  • Trabalho - realização, procrastinação.

  • Saúde - desequilíbrios, enfermidades, sintomas e padrões.

  • Resoluções de conflitos e mediações

  • Financeiras - prosperidades, perdas, falência, posicionamento.

  • Desenvolvimento Pessoal - ampliação, potência e consciência.

  • Fases da Vida - casamento, maternidade, puerpério, menopausa, morte, luto.

 

Consiste em uma filosofia prática com base no campo da fenomenologia, tendo como precursor o psicoterapeuta alemão Bert Hellinger que foi e segue sendo uma referência com seu trabalho, influenciando pessoas a reencontrar o centro de suas vidas.

 

Bert Hellinger desenvolveu a “Hellinger Sciencia”,ciência que traz os princípios da Constelação Familiar. A ciência e a técnica se fundem na observação das relações humanas, ao mesmo tempo em que observam tais relacionamentos também ponderam (através da experiência) os fatores que promovem a saúde ou o adoecimento dentro das relações.      

 

"Esses desequilíbrios, geralmente traumas ou situações não resolvidas (inconscientes), podem ser responsáveis pela tendência da baixa fluidez e dificuldades em realizar-se com plenitude.

Muita gente julga que o amor tem o poder de superar tudo, que é preciso apenas amar bastante e tudo ficará bem. Contudo, a experiência mostra que isto não é verdade.(...)Para que o amor dê certo, é preciso que exista alguma outra coisa ao lado dele. É necessário que haja o conhecimento e o reconhecimento de uma ordem oculta do amor. (...) Muitas dessas ordens são ocultas. Não podemos sondá-las. Elas atuam nas profundezas da alma, e frequentemente as encobrimos com pensamentos, objeções, desejos e medos. 

É preciso tocar no fundo da alma para vivenciar as ordens do amor."

Trecho da Palestra proferida por Bert Hellinger, em São Paulo, 

Agosto de 1999 em original manuscrito.



Saiba mais sobre Bert Hellinger e sophie Hellinger Clique aqui

"Esta experiência facilita  novas percepções, podendo assim, estar presente em nossas relações com maior liberdade, potência e autenticidade nos diversos momentos da vida."

Hellinger, em seu livro Ordens do Amor (2001), apresenta três leis naturais que regem os relacionamentos humanos, as chamadas três ordens do amor : Pertencimento, Hierarquia e Equilibrio. Os emaranhamentos sistêmicos que envolvem estas ordens, são na maioria das vezes inconscientes e podem desencadear compensações como: depressões, doenças, problemas nos relacionamentos, dificuldades financeiras e outras.

 


 

Hierarquia - estabelecida pela ordem de chegada, onde o ser é estruturado e definido pelo tempo, e, através dele, recebe seu posicionamento. “Quem entrou primeiro num sistema tem precedência sobre quem entrou depois. Sempre que acontece um desenvolvimento trágico em uma família, uma pessoa violou a hierarquia do tempo”.

 

Pertencimento - estabelecido pelo vínculo. “Cada membro da família e do grupo familiar tem o mesmo direito de pertencer ao grupo. Quando qualquer membro é excluído, reprimido ou esquecido, a família e o grupo familiar reagem (inconscientemente) como se tivesse acontecido uma grande injustiça que precisa ser expiada. (...) Pode-se dizer que cada um é tomado, à sua própria maneira, a serviço da família e ninguém é dispensável nem pode ser esquecido”.

 

Equilíbrio - estabelecido pelo dar e tomar/receber. “A alternância entre o dar e o tomar  pode ser comparada ao caminhar para a frente. Quando quero avançar, preciso estar em constante mudança, saindo do equilíbrio e voltando a ele.”


 

“O  amor atua por trás de todos os comportamentos, por mais estranhos que nos pareçam, e também de todos os sintomas de uma pessoa.

Por esse motivo, é fundamental na terapia que encontremos o ponto onde se concentra o amor. Então chegamos à raiz, onde se encontra também o caminho para a solução, que sempre passa também pelo amor” (Hellinger, p. 277, 2001).

 

Buscamos na Constelação Familiar,  sempre e antes de tudo, pelo amor, encontrando conexões e reconciliações para que a Vida possa fluir novamente. 

 

Ao longo da Constelação Familiar, a pessoa constata para onde olha o seu movimento e realiza o que pode ser feito para responsabilizar-se afim de que tais ordens possam ser novamente harmonizadas. 

 

“A constelação familiar aplicada como terapia breve se destaca porque, partindo da multiplicidade do possível, direciona-se ao essencial. Chega direto ao assunto, ao centro, à raiz.” Bert Hellinger


 

Desse modo poderá, então, visualizar novas possibilidades para seguir, empoderando-se para realizar as soluções de questões as quais incomodam e impedem que os fluxos de potência e amor se desenvolvam em sua vida.

 

"Com efeito, as constelações familiares também são terapias breves porque trazem à luz, em poucos passos, o que estava, até então, oculto e, assim, as soluções com frequência emergem, espontaneamente.

Uma constelação familiar dura, via de regra, de 20 a 50 minutos.

Isto é bem breve, quando se pensa o quanto vem à luz e quão amplos são os resultados.

Entretanto, ela traz toda a família para seu campo de visão, incluindo muitas pessoas na solução.

Trata-se de soluções no sentido literal ou de um movimento interrompido em direção à mãe ou ao pai que estava impedido ou interrompido, até aquele momento; ou trata-se de olhar para uma realidade até então não percebida, porque se tinha medo dela. Aqui, o terapeuta deixa o cliente ver sem rodeios essa realidade e deixa que ela mostre a solução.” Bert Hellinger


 

Temos então a oportunidade de olharmos às claras para as compensações que fazemos buscando manter o equilíbrio do padrão do sistema familiar. Desse ponto podem emergir novos posicionamentos mais conscientes e direcionados ao nosso lugar potente em sintonia com o pulso da vida. 

 

Abordagem dinâmica e conclusiva, excelente para ampliar visões e percepções sobre o conflito em questão. Recomendo! 

Flaviany Russo - Sorocaba/SP, Abril de 2019.


 

A Constelação Familiar ocupa cada vez mais um lugar de destaque mundial e atualmente é aplicada em diversas áreas como a Psicologia, Pedagogia, Direito Sistêmico, Medicina, Nutrição, Veterinária e Negócios.

No Brasil, a Constelação Familiar teve início com minha estimada mestra e professora alemã Mimansa Farny*, que acompanhou de perto o trabalho de Bert Hellinger e organizou a capacitação da primeira geração de facilitadores em nosso país

 

“Nada mais belo que abraço sereno e sabor de perdão

Ver a beleza e em gesto pequeno ter a imensidão

Como espalhar por aí

Qualquer coisa que faça sorrir

Aquietar o silêncio

Das dores daqui...”

Milton Nascimento e Tiago Iorc

*Mimansa Erika Farny, é alemã, tem formação e experiência nas mais diversas formas de Terapia, desde a psicanálise freudiana e junguiana, Psicodrama, Análise Transacional e Gestalt até as formas menos "tradicionais" como Terapia Primal, Renascimento, Integração Postural, Script Analysis e Voice Dialogue. Em 1975 conheceu Bert Hellinger e desde então vem acompanhando, com contatos periódicos, a evolução do processo que deu nascimento à Terapia da Constelação Familiar. Em 1977, Mimansa tornou-se discípula de Osho e a partir de então desenvolveu-se em vários métodos de meditação, massagem psíquica e transformação de energias humanas. Realizou workshops na Alemanha, Portugal, Estados Unidos, Costa Rica, Argentina e Brasil. 

Saiba mais em: link site da mimansa

IMG-20190728-WA0007.jpg

Ô coisa boa!

Cadastre-se para receber conteúdos!

© 2020 por Ariane Chiebao